ja_mageia

Início Artigos Melhores franquias do Brasil x Licença de uso do Saturno V
Melhores franquias do Brasil x Licença de uso do Saturno V Versão para impressão Enviar por E-mail
Artigos - Investimentos
Escrito por Melao   
Segunda, 29 Setembro 2014 23:15

  

Por Hindemburg Melão Jr.

 

 

altHá cerca de uma semana, comecei a escrever um artigo comparando a licença de uso do Saturno V com franquias. Antes de que eu terminasse, a Luciana me enviou uma matéria publicada no jornal “O Estadão” sobre este assunto, que me levou a ampliar meu artigo. Poucos dias depois, o Estadão publicou mais uma matéria sobre o mesmo tema. Então decidi desmembrar o artigo em duas partes, numa delas mantendo minha ideia original e na outra fiz uma comparação de 19 casos de franquias com dois modelos de licença de uso do Saturno V. Antes de prosseguir, para que a comparação seja justa e haja equivalência de condições, é necessário fazer uma série de esclarecimentos importantes:

  1. Tempo dedicado. Franquias são investimentos que exigem que a pessoa dedique tempo ao negócio, geralmente 44 h semanais de portas abertas e outras 5 a 10h semanais em assuntos variados com portas fechadas, como limpeza, seleção e contratação de funcionários, treinamento e supervisão de funcionários, contabilidade, manutenção etc. Isso exige que a pessoa abandone suas outras atividades para trabalhar na franquia, ou, se a pessoa quiser manter seu emprego, precisa contratar funcionários que façam o trabalho na franquia, e estes custos precisam ser considerados no cálculo do ROI (retorno sobre o investimento). No caso da compra de licença de uso do Saturno, a pessoa praticamente não precisa dedicar tempo ao negócio, permitindo que ela dê continuidade às suas atividades normais.
  2. Faturamento médio real e faturamento médio declarado. Muitas franquias anunciam níveis incorretos de faturamento médio, geralmente valores “chutados” ou estimados com base numa seleção de franqueados bem sucedidos. O cálculo correto de faturamento médio deveria ser feito com base na soma dos faturamentos de todos os franqueados (inclusive os que tiveram prejuízo e os que faliram) e dividir pelo número total de franqueados. Se não for feito desta maneira, o resultado será gravemente distorcido. O simples fato de informarem um número redondo e não especificarem o horizonte de tempo no qual aquela média foi calculada já denuncia que se trata de um número “chutado”. O ideal seria que fornecessem informações oficiais sobre os balanços dos franqueados, de forma transparente, para que os franqueados pudessem conferir a exatidão da informação. Ou uma entidade oficial (CVM, por exemplo) fiscalizasse a autenticidade e exatidão destas informações, para garantir que os franqueados não sejam iludidos ao entrar em negócios com perspectivas reais muito abaixo das anunciadas.
  3. Lucro líquido x faturamento. Quem não é da área financeira muitas vezes não sabe a diferença entre uma coisa e outra. O lucro líquido é quanto a pessoa ganha depois de cobrir as despesas. O faturamento é quanto se ganha, sem descontar o que precisa ser destinado ao pagamento das despesas. Geralmente as franquias anunciam apenas o faturamento. E mesmo quando citam o lucro líquido, costuma ser um valor “chutado”, e chutado para cima. Não apresentam documentos sobre os balanços que comprovem os valores alegados, nem levantamentos estatísticos sobre os resultados de todos os franqueados que possibilitem conferir se aqueles números são representativos da realidade ou um mero palpite para iludir o aspirante a se tornar franqueado.
  4. Recuperação do valor investido. O cálculo do ROI feito pelas franquias geralmente deixa de levar em consideração vários fatores, sobretudo o tempo que a pessoa precisa dedicar ao negócio, deixando de exercer outra atividade remunerada. Portanto, para que haja equivalência com as condições oferecidas na compra de licença do Saturno, o cálculo correto do ROI precisa considerar a contratação de funcionários para tocarem o negócio, além de outros gastos, e isso implica um aumento considerável no prazo real para recuperar o investimento. Além disso, os prazos são normalmente “chutados” com muito otimismo. Um estudo do Sebrae mostra que 15% das franquias vão à falência antes de completar 5 anos, e esta porcentagem vai aumentando a cada ano. Quando se faz o cálculo do tempo para recuperar o investimento não se pode fechar os olhos para o fato de que alguns franqueados nunca recuperam e acabam fechando com prejuízo. O prazo médio precisa levar isso em conta, e deve ser calculado somando os lucros acumulados de todos os franqueados (inclusive os negativos), e verificar em quanto tempo este lucro acumulado alcança o valor (corrigido monetariamente) investido por todos estes franqueados. Se computar exclusivamente os franqueados que não faliram, os resultados são distorcidos, porque se está fingindo que o risco seja zero, quando na verdade não é. Se o cálculo fosse feito da maneira correta, estimo que as melhores franquias possibilitariam recuperar o investimento em 5 a 10 anos, não em 12 a 24 meses, conforme costumam declarar. A Kopenhagen, por ser uma companhia dinamarquesa, tem uma cultura fortemente influenciada pela honestidade. Assim como na Suíça, no Japão, na Finlândia, o povo dinamarquês também é muito correto e isso se reflete nas estimativas de retorno do investimento. Portanto quando se vê que para a Kopenhagen a estimativa de recuperar o investimento é de 36 a 48 meses, enquanto para as outras franquias varia de 12 a 36 meses, isso não é porque a Kopenhagen seja uma franquia pior que as outras, mas sim porque são mais honestos na declaração sobre as reais condições. Isso não significa que todas as franquias que fazem previsões muito curtas para recuperar o capital estejam exagerando ou distorcendo os fatos. É possível que algumas franquias, como “Nosso Bar” e “Mil Milkshakes”, realmente consigam recuperar o capital em 12 ou 15 meses, porque possuem estruturas que envolvem menores custos (e menores lucros). O ideal seria se divulgassem informações oficiais que confirmassem as alegações sobre estes prazos. Quem tiver realmente preferência por aplicar em franquias, em vez de comprar licença de uso do Saturno, sugiro que visite alguns franqueados e peça informações realistas, pode inclusive oferecer pagar por estas informações (documentais), para se certificar de que sejam corretas.
  5. Grandes crises. Quando se atravessa uma grande crise econômica, como as de 2008, 2000, 1988, 1973 e outras, os negócios convencionais (entre os quais as franquias) tendem a passar por longos períodos negativos, e boa parte vai à falência. Isso compromete seriamente a estabilidade de longo prazo de qualquer empresa. Em 2008, bancos gigantes faliram e até a titânica General Motors quase foi à ruína. No caso do Saturno, tanto faz se o Mercado está subindo ou caindo, ele ganha igualmente, ou ganha até mais nas fortes quedas, pois segue a tendência do movimento, seja para cima ou para baixo. Isso representa uma vantagem excepcional em termos de segurança e estabilidade, porque enquanto todos os negócios estão à beira da falência, perdendo dinheiro desenfreadamente durante meses ou anos, o Saturno permanece lucrando de forma consistente. As cotações que chegam ao Saturno são interpretadas de forma simétrica, de modo que subir e cair é igual para ele, equivalente à direita e esquerda, ou seguir na direção A ou na direção B, bastando que haja uma probabilidade maior de que o movimento do Mercado siga em determinada direção para que ele identifique esta tendência e acompanhe este movimento. Este item será abordado com mais profundidade no próximo artigo. 
  6. Sonho. O único argumento que vejo a favor das franquias é emocional. A pessoa quer ter seu negócio, ser chefe, realizar um sonho. Ter uma loja de seu time de futebol, uma floricultura, uma escola para crianças envolvem elementos que transcendem ao dinheiro e proporcionam algo com valor inestimável, que o dinheiro não pode comprar nem substituir. Mesmo que a pessoa tenha prejuízo, ela pode apreciar ter uma loja do Flamengo, por exemplo, poder levar os amigos e se divertir. O filho do Eike, dono da Pachá, certamente não está preocupado com o lucro, mas com a diversão, ter sua própria casa noturna, ser o centro das atenções, "pegar" muitas garotas etc. Não importa se o negócio dá lucro ou prejuízo, quando os motivos que levam à escolha são emocionais. O que importa é a satisfação pessoal. Sob este ponto de vista, sou a favor de que as pessoas escolham os negócios que sempre sonharam, independentemente de qualquer vantagem ou desvantagem que possam ter.  

Há muitos outros detalhes a serem analisados, mas estes são parte de outro artigo, no qual será feita uma comparação genérica entre franquias e as licenças de uso do Saturno. Aqui são comparados apenas os casos particulares de 19 franquias (“1 G” é citado em duas listas) e, no final, é apresentada uma estrutura de informação semelhante à das franquias para as licenças de uso do Saturno V.

As informações sobre estas 19 franquias foram obtidas de matérias no jornal O Estado de São Paulo, cujos links são fornecidos no final deste artigo. Não nos responsabilizamos pela veracidade e exatidão das informações citadas no jornal, apenas as reproduzimos e citamos as fontes. As primeiras 5 franquias listadas a seguir foram indicadas pelo jornal como as 5 melhores do Brasil. As demais foram extraídas de outras listas. 

 

O BOTICÁRIO

Investimento inicial: a partir de R$ 250 mil, com estoque inicial

Royalties: não cobra

Fundo de propaganda: não cobra

Faturamento médio: R$ 70 mil/mês

Faturamento médio para franquias com investimento inicial mínimo: não informado

Distribuição de níveis de faturamento por localidade e por investimento inicial: não informado

Tempo semanal de dedicação ao negócio: não informado (50 h semanais?)

Lucratividade líquida: aproximadamente R$ 5.000,00 a R$ 7.000,00 mensais

Taxa de franquia: não cobra

Taxa mensal de franquia: até 38% sobre compras

Previsão de retorno do investimento: 18 a 36 meses

 

CACAU SHOW

Investimento inicial: A partir de R$ 150 mil

Taxa de franquia: R$ 30 mil

Capital de giro: R$ 25 mil

Royalties: 50% da compra

Taxa de publicidade: Não divulgado  

Tempo semanal de dedicação ao negócio: não informado (50 h semanais?)

Área mínima: A partir de 12 m² (quiosque)

Nº de funcionários: A partir de 2

Faturamento bruto mensal: Não divulgado

Lucro líquido: Não divulgado

Prazo de contrato: 30 meses

Prazo de retorno: De 18 a 24 meses

 

SUBWAY

Investimento: R$ 302,5 mil a R$ 555 mil

Taxa de franquia: R$ 25 mil

Fundo de Propaganda 4,5%

Royalties de 8%.

Estoque inicial de R$ 20 mil

Tempo semanal de dedicação ao negócio: não informado (50 h semanais?)

Previsão de retorno do investimento: 24 a 36 meses

 

NOSSO BAR

Investimento inicial: a partir de R$ 35 mil

Taxa de franquia: R$ 28 mil, inclusa no investimento inicial

Material operacional, publicidade e royalties:

Royalties: R$ 300,00 a R$ 600,00 por mês

Taxa de publicidade: Isento

Tempo semanal de dedicação ao negócio: não informado (50 h semanais?)

Previsão de retorno do investimento: a partir de 12 meses

 

MR. LIMP

Investimento: a partir de 30 mil  

Capital de Giro: R$ 20 mil

Taxa de franquia: 20 mil

Tempo semanal de dedicação ao negócio: não informado (50 h semanais?)

Material operacional, publicidade e royalties: 5 mil

Estoque inicial: 3 mil

Previsão de retorno do investimento: a partir de 12 meses

 

Açaí no Ponto

Faturamento médio mensal: R$ 40 mil

Retorno do investimento: de 18 a 24 meses

Investimento total necessário: De R$ 90 mil a R$ 161 mil

 

Fisk Centro de Ensino

Faturamento médio mensal: R$ 35 mil

Retorno do investimento: De 12 a 24 meses

Investimento total necessário: De R$ 78 mil a R$ 494 mil

 

Contém 1G

Faturamento médio mensal: R$ 90 mil

Retorno do investimento: De 24 a 36 meses

Investimento total necessário: R$ 227 mil

 

Rei do Mate

Faturamento médio mensal: R$ 60 mil

Retorno do investimento: De 24 a 36 meses

Investimento total necessário: De R$ 250 mil a R$ 500 mil

 

Yakisoba Factory

Faturamento médio mensal: R$ 65 mil

Retorno do investimento: De 24 a 36 meses

Investimento total necessário: De R$ 196,2 mil a R$ 299,8 mil

 

Salada Creations

Faturamento médio mensal: R$ 95 mil

Retorno do investimento: De 24 a 36 meses

Investimento total necessário: R$ 350 mil

 

CNA

Faturamento médio mensal: R$ 95 mil

Retorno do investimento: De 18 a 24 meses

Investimento total necessário: De R$ 92 mil a R$ 530 mil

 

Puket (franquia de vestuário)

Faturamento médio mensal: R$ 100 mil

Retorno do investimento: De 24 a 36 meses

Investimento total necessário: De R$ 365 mil a R$ 505 mil

 

Sorridents

Faturamento médio mensal: R$ 100 mil

Retorno do investimento: De 24 a 36 meses

Investimento total necessário: De R$ 275 mil a R$ 400 mil

 

Sampa in Stampa

Loja que vende produtos relacionados a São Paulo

Investimento inicial: a partir de R$ 50 mil

Faturamento médio estimado: R$ 25 mil a R$ 30 mil. Retorno: 1,5 ano

 

Touch Watches

Investimento inicial: a partir de R$ 63 mil

Taxa de franquia: R$ 20 mil

Instalação: R$ 37,8 mil

Software de gestão/treinamento: R$ 5.346,50

Não cobra taxa de royalties e de fundo de propaganda

Área: a partir de 6 m2

Previsão de retorno: 18 a 36 meses

Estoque inicial: a partir de R$ 59 mil

Capital de giro: R$ 30 mil

Faturamento médio: R$ 45 mil

Lucratividade média: 15% a 20%

 

Balas Fini

Investimento: a partir de R$ 80 mil

Taxa de franquia: R$ 30 mil

Royalties: 36% sob o valor de compra

Taxa de publicidade: 5%

Projeto de 9m2 - com adaptação para 6m2 e 12m2

 

Morana

Acessórios femininos

Investimento inicial: R$ 80 mil a 100 mil – inclui instalações, taxa de franquia e capital de giro

Tempo de retorno do investimento: 12 a 24 meses

Taxa de publicidade: 3%

Royalties: incluso no produto

Faturamento médio mensal: R$ 40 mil

Lucro Médio Mensal/rentabilidade: 10 a 15%

 

Nutty Bavarian

Investimento inicial:  R$ 90 mil (já inclui a taxa de franquia)

Taxa de franquia: R$ 70 mil a R$ 80 mil

Capital de giro: R$ 10 mil

Royalties: 8% do faturamento bruto da unidade no mês

Taxa de publicidade: 3% do faturamento bruto da unidade no mês

Faturamento bruto: Média de R$ 28 mil

Taxa de lucratividade: 25%

Lucro líquido médio: R$ 7 mil

Prazo de retorno: 18 meses

 

Mil Milkshakes

Investimento inicial: entre R$ 104 mil a R$ 151 mil (taxa de franquia, capital de giro e estoque inclusos)

Taxa de franquia: R$ 22 mil

Capital de giro: R$ 6 mil

Royalties: 12% sobre a compra ou 5% sobre o faturamento bruto

Taxa de publicidade (marketing institucional): 2% sobre a compra

Faturamento bruto: a partir de R$ 30 mil

Lucro líquido médio ou sobre faturamento: 28%

Prazo de retorno: a partir do 15º mês

 

Mr. Beer

Investimento: R$ 110 mil (já inclusos taxa de franquia e primeiro estoque no valor de R$20mil)

Faturamento bruto: em torno de R$ 40 mil

Prazo de retorno: de 18 a 26 meses

Taxa de franquia: R$ 30 mil

Capital de giro: R$ 20 mil

Royalties: 10% do valor da compra

Taxa de publicidade: 4% do valor das compras

Área mínima/metragem: 6 m2

Lucro líquido: 12% a 15% do faturamento

 

FOM

Investimento inicial: R$ 120 mil

Capital de giro: R$ 20 mil

Quiosque: R$ 25 mil

Taxas: R$ 35 mil

Software: R$ 5 mil

Equipamentos: R$ 5 mil

Produtos iniciais: R$ 30 mil

Previsão de retorno: de 24 a 36 meses

Faturamento mensal: varia dependendo da região se quiosque

 

Jin Jin Sushi

Investimento inicial: R$ 120 mil a 180 mil

Tempo de retorno de investimento: 12 a 22 meses

Taxa de publicidade: 2%

Royalties: 5%

Faturamento médio estimado: R$ 50 mil a 80 mil

Lucro médio: 11 a 18%

 

Loja das Torcidas

Comercialização de souvenirs e presentes

Investimento inicial: a partir de R$ 123.800 (projeto + abertura + mobiliário + estoque + marketing inaugural + tx. Franquia + capital de giro)

Taxa de franquia: R$ 30 mil

Capital de giro: R$ 10 mil

Royalties: 2 %

Área mínima: de 6m² a 60m²

Lucro líquido: 15%

Prazo de retorno: De 12 a 18 meses

 

My Sandwich

Investimento inicial: R$ 130 mil a 170 mil

Tempo de retorno de investimento: 10 a 20 meses

Taxa de publicidade: 2%

Royalties: 7%

Faturamento médio estimado: R$ 50 mil a 80 mil

Lucro médio: 12 a 20%

 

Chilli Beans

Taxa de franquia: R$ 20 mil

Investimento inicial marketing: R$ 5 mil

Estoque inicial: R$ 70 mil

Mobiliário (sem frete): R$ 30 mil

Equipamentos: R$ 10 mil

Capital de giro: R$ 20 mil

Investimento: R$ 155 mil

 

Contém1G

Investimento: a partir de R$ 205 mil

Prazo de retorno: 24 a 36 meses

Rentabilidade estimada: 10% a 10%

Capital de giro estimado: R$ 60 mil

 

I-Stick

Investimento inicial: a partir de R$ 300 mil

Taxa de franquia: R$ 50 mil

Royalties: 13,5% sobre compras

Fundo de publicidade: 4% sobre as compras

Prazo de retorno: 24 a 36 meses

Área mínima: 60 metros quadrados

 

Kopenhagen

Investimento inicial: a partir de R$ 350 mil

Taxa de franquia: R$ 45 mil

Capital de giro: R$ 40 mil

Taxa de publicidade: 3% do faturamento anual

Faturamento bruto mensal: R$ 80 mil

Lucro líquido: 12 a 15% do faturamento bruto

Prazo de retorno:  de 36 a 48 meses.

 

 

Saturno V – licença de uso para pessoa física (por 2 anos)

Investimento inicial: planos de US$ 30 mil, US$ 270 mil e US$ 2,5 milhões

Manutenção de servidor/datacenter: não há

Royalties: não há

Fundo de propaganda: não há

Lucro líquido médio anual nos últimos 4 anos: 55% ao ano

Tempo semanal de dedicação ao negócio: menos de 1 hora semanal 

Taxa de franquia: não há

Taxa mensal de franquia: não há

Previsão real de retorno do investimento: 3 a 12 meses (ao final de 2 anos é necessário renovar) 

Área mínima: não é necessário

Nº de funcionários: não é necessário

Prazo de contrato: concessão vitalícia 

 

Saturno V – licença de uso para pessoa gestores, clubes e fundos (por 10 anos)

Investimento inicial: negociável

Manutenção de servidor/datacenter: negociável

Royalties: negociável

Fundo de propaganda: negociável

Lucro líquido médio anual nos últimos 4 anos: 55% ao ano

Tempo semanal de dedicação ao negócio: menos de 1 hora semanal 

Taxa de franquia: negociável

Taxa mensal de franquia: negociável 

Previsão de retorno do investimento: 12 a 48 meses (depende de vários fatores) 

Previsão real de retorno do investimento: 12 a 48 meses (depende de vários fatores)

Área mínima: não é necessário

Nº de funcionários: não é necessário

Prazo de contrato: 120 meses

 

Fontes:

http://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,veja-quanto-custa-comprar-algumas-das-franquias-que-mais-crescem-no-brasil,4830,0.htm

http://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,quer-ganhar-ate-r-100-mil-por-mes-confira-o-faturamento-medio-mensal-de-dez-franquias,4858,0.htm

http://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,15-opcoes-de-franquias-que-atuam-com-modelo-de-quiosque-e-que-custam-a-partir-de-r-50-mil,3833,0.htm

 

Veja também: http://www.saturnov.com/analises